02OUT

1º Oficina de Submissão de Artigos da Pará Research Medical Journal

Na oficina, os candidatos a submissão de artigos receberam informações de como evitar erros que tem sido comuns no momento da submissão desde falhas na redação do artigo, omissão de documentos obrigatórios, até a aprovação no comitê de ética, já que as pesquisas envolvem seres humanos”, esclareceu o Editor Chefe

http://www.santacasa.pa.gov.br/ensino/noticias/detalhe/?id=539

Pará Research Medical Journal
https://prmjournal.org/article/doi/10.4322/prmj.2021.001
Pará Research Medical Journal
Artigo de Pesquisa Saúde Coletiva

Série histórica dos casos de sífilis gestacional em Altamira, sudoeste do Pará, Brasil

The history serie of cases about gestational syphilis in Altamira, southwest of Pará, Brazil

Bianca de Assunção Colaça

Downloads: 3
Views: 205

Resumo

Objetivo: Este estudo busca analisar a série histórica dos casos de sífilis gestacional em Altamira, no período entre 2010 e 2019. Método: A coleta de dados foi realizada no Sistema de Agravos de Notificação (SINAN). As variáveis analisadas foram: Número de casos de sífilis gestacional por: ano, trimestre, faixa etária, escolaridade e classificação clínica. Resultados: Constatou-se que houve aumento da incidência da doença ao longo dos anos. Foram notificados 367 casos em que 62,00% receberam diagnóstico no terceiro trimestre, 69,80% tinham de 20 a 39 anos, 36,20% tinham ensino fundamental incompleto e 79,60% estavam com sífilis primária. Conclusão: Verifica-se que, em Altamira, há grupos de maior vulnerabilidade para a infecção por sífilis. Desse modo, é necessária a realização de ações de vigilância em saúde, tendo as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) como porta de entrada para essas gestantes.

Palavras-chave

epidemiologia; saúde pública; sífilis; gestantes.

Abstract

Purpose: This research seeks to analyze the history serie of cases about gestational syphilis in Altamira, Between 2010 to 2019. Methods: The data collection was realized in Notification of grievances system (SINAN). The variables analyzed were: Number of cases about gestational syphilis per year, quarter, age group, schooling and clinical classification. Results: There has been a increase in cases of the disease over the years. Have been notified 367 cases, in this number, 62,00% received diagnostic in the third quarter, 69,80% were 20 to 39 years old, 36,20% were incomplete elementary school and 79,60% had primary syphilis. Conclusion: It is seen that in Altamira has groups with a high vulnerability grid for syphilis infection. Thereby, it’s necessary the conducting surveillance in the health, having Basic Health Units (UBS’s) as gateways for these pregnant women.

Keywords

epidemiology; public health; syphilis; pregnant women.

Referências

1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco [Internet]. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2012 [citado em 2020 abr 19]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf

2. Souza BSO, Rodrigues RM, Gomes RML. Análise epidemiológica de casos notificados de sífilis. Rev Soc Bras Clin Med [Internet]. 2018 [citado em 2020 abr 19];16(2):94-8. Disponível em: http://www.sbcm.org.br/ojs3/index.php/rsbcm/article/view/339/307

3. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais. Manual técnico para diagnóstico da sífilis [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2016 [citado em 2020 abr 19]. Disponível em: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/wp-content/uploads/2020/03/manual_sifilis_10_2016_pdf_23637. pdf

4. Barbosa DRM, Almeida MG, Silva AB, Araújo AA, Santos AG. Perfil epidemiológico dos casos de sífilis gestacional. Rev Enferm UFPE Online. 2017 maio;11(5):1867-74. http://dx.doi.org/10.5205/reuol.11077-98857-1-SM.1105201716.

5. Marques JVS, Alves BM, Marques MVS, Arcanjo FPN, Parente CC, Vasconcelos RL. Perfil epidemiológico da sífilis gestacional: clínica e evolução de 2012 a 2017. Sanare. 2018;17(2):13-20. http://dx.doi.org/10.36925/sanare.v17i2.1257.

6. Aquino GT, Silva HCG. Perfil das mulheres portadoras de sífilis gestacional em Santa Catarina no ano de 2012. Arq Catarin Med [Internet]. 2015 [citado em 2020 abr 19];44(4):72-81. Disponível em: http://www.acm.org.br/acm/seer/index.php/arquivos/article/view/50/78

7. Lins CDM. Epidemiologia da sífilis gestacional e congênita no extremo setentrional da Amazônia [dissertação]. Boa Vista: Universidade Federal de Roraima; 2014 [citado em 2020 abr 19]. Disponível em: http://www.bdtd.ufrr.br/tde_busca/ arquivo.php?codArquivo=214

8. Cavalcante PAM, Pereira RBL, Castro JGD. Sífilis gestacional e congênita em Palmas, Tocantins, 2007-2014. Epidemiol Serv Saude. 2017 abr-jun;26(2):255-64. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742017000200003. PMid:28492767.

9. Lima AC. Ação estratégica para o enfrentamento do aumento do número de casos de sífilis congênita no município de Altamira - PA [monografia]. Altamira: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2017 [citado em 2020 abr 19]. Disponível em: https://monografias.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/6489/1/A%C3%87%C3%83O%20ESTRAT%C3%89GICA%20PARA%20O%20ENFRENTAMENTO%20DO%20 AUMENTO%20DO%20NUMERO%20DE%20CASOS%20DE%20S%C3%8DFILIS%20CONG%C3%8ANITA%20NO%20MUNIC%C3%8DPIO%20 DE%20ALTAMIRA.pdf

10. Magalhães DMS, Kawaguchi IAL, Dias A, Calderon IMP. A sífilis na gestação e sua influência na morbimortalidade materno-infantil. Rev Com Ciências Saúde [Internet]. 2011 [citado em 2020 abr 19];22:S43-54. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/artigos/sifilis_gestacao.pdf

11. Soares LG, Zarpellon B, Soares LG, Baratieri T, Lentsck MH, Mazza VA. Sífilis gestacional e congênita: características maternas, neonatais e desfecho dos casos. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2017 out-dez;17(4):791-9. http://dx.doi.org/10.1590/1806-93042017000400010.

12. Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do SUS. Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2018 [citado em 2020 abr 19]. Disponível em: http://www.datasus.gov.br

13. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010 [Internet]. Brasília: IBGE; 2010 [citado em 2020 abr 19]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pa/altamira.html.

14. Freitas LM, Coriolano-Marinus MWL, Lima LS, Ruiz-Moreno L. Formação dos agentes comunitários de saúde no município de Altamira (PA), Brasil. ABCS Health Sci. 2015;40(3):171-7. http://dx.doi.org/10.7322/abcshs.v40i3.791.

15. Nunes JPG, Barbosa VV. Uma série histórica da incidência de sífilis na gestante no Pará entre os períodos de 2013 a 2018. Rev Par Med [Internet]. 2020 [citado em 2020 abr 19];4(32):1-7. Disponível em: https://www.prmjournal.org/journal/prmjournal/article/doi/10.4322/prmj.2019.032

16. Trevisan MG, Bechi S, Teixeira GT, Marchi ADA, Costa LD. Prevalência da sífilis gestacional e congênita no município de Francisco Beltrão. Rev Espac Saude. 2018 dez;19(2):84-96. http://dx.doi.org/10.22421/15177130-2018v19n2p84.

17. Motta IA, Delfino IRS, Santos LV, Morita MO, Gomes RGD, Martins TPS, et al. Sífilis congênita: por que sua prevalência continua tão alta? Rev Med Minas Gerais. 2018;28(Supl. 6):e-S280610. https://dx.doi.org/10.5935/2238-3182.20180102.

18. Komka MR, Lago EG. Sífilis congênita: notificação e realidade. Sci Med [Internet]. 2007 [citado em 2020 abr 19];17(4):205-11. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/scientiamedica/ojs/index.php/scientiamedica/article/view/2115/2630

19. Leitão EJL, Canedo MCM, Furiatti MF, Oliveira LRS, Diener LS, Lobo MP, et al. Sífilis gestacional como indicador da qualidade do pré-natal no Centro de Saúde n.º 2 Samambaia-DF. Rev Com Ciências Saúde. 2009;20(4):307-14.

20. Oliveira DR, Figueiredo MSN. Abordagem conceitual sobre a sífilis na gestação e o tratamento de parceiros sexuais. Enfermagem em Foco. 2011;2(2):108-11. http://dx.doi.org/10.21675/2357-707X.2011.v2.n2.106.

21. Mesquita KO, Lima GK, Filgueira AA, Flôr SMC, Freitas CASL, Linhares MSC, et al. Análise dos casos de sífilis congênita em Sobral, Ceará: contribuições para assistência pré-natal. J Bras Doenças Sex Transm. 2012;24(1):20-7. http://dx.doi.org/10.5533/2177-8264-201224107.


Submetido em:
30/04/2020

Aceito em:
06/01/2021

6037dbb2a9539519a12b32f4 prmjournal Articles
Links & Downloads

PRMJ

Share this page
Page Sections