02OUT

1º Oficina de Submissão de Artigos da Pará Research Medical Journal

Na oficina, os candidatos a submissão de artigos receberam informações de como evitar erros que tem sido comuns no momento da submissão desde falhas na redação do artigo, omissão de documentos obrigatórios, até a aprovação no comitê de ética, já que as pesquisas envolvem seres humanos”, esclareceu o Editor Chefe

http://www.santacasa.pa.gov.br/ensino/noticias/detalhe/?id=539

Pará Research Medical Journal
https://prmjournal.org/article/doi/10.4322/prmj.2019.040
Pará Research Medical Journal
Artigo Original Outros

Uso de álcool, tabaco e outras substâncias psicoativas entre discentes do curso de Medicina: um estudo transversal

Use of alcohol, tobacco and other psychoactive substances among medical students: cross-sectional study

Amanda Lopes Maia Rodrigues, Jaqueline Azevedo Leão, Luiz Sabaa Srur Morais

Downloads: 0
Views: 44

Resumo

Objetivo: Analisar o consumo de álcool, tabaco e outras substâncias psicoativas entre universitários do curso de Medicina, identificando os fatores que influenciam a utilização dessas substâncias. Método: Caracteriza-se como um estudo transversal, descritivo e observacional, do qual participaram 141 acadêmicos, correspondente àqueles cursando do primeiro ao oitavo período, cujos dados foram obtidos através da aplicação do questionário ASSIST – OMS Vs 3.1 e de questionário próprio para variáveis independentes. Resultados: 58,2% dos entrevistados pertenciam ao sexo feminino, em média com 20 anos de idade, cursando o 2º ano em sua maioria (30,5%). 51,1% relataram fazer uso de substâncias psicoativas, 26,2% já terem feito uso e 22,7% nunca terem utilizado. 59,63% apontou influência da faculdade de medicina no início ou aumento da utilização. A prevalência do consumo foi maior entre acadêmicos do sexo masculino e de semestres mais avançados, e menor entre os praticantes de atividades religiosas. O álcool foi a substância mais consumida, seguida de tabaco e maconha, sendo a necessidade de intervenção psicológica breve evidenciada em 36,1%, 42,9% e 46,2% desses usuários, respectivamente. Conclusão: Observa-se uma alta prevalência de utilização de substâncias psicoativas, especialmente de álcool, tabaco e maconha, cujo consumo pode ser incentivado desde o início do curso. Ainda, observou-se que uma parcela considerável dos estudantes necessita de intervenção psicológica breve acerca do uso a fim de prevenir danos cognitivos e impactos negativos na prática clínica e no aconselhamento dos pacientes.

Palavras-chave

etanol; tabaco; drogas ilícitas.

Abstract

Purpose: Analyze the consumption of alcohol, tobacco and other psychoactive substances among medical students, identifying factors that influence the use of these substances. Method: This is a cross-sectional, descriptive and observational study, in which 141 students participated, corresponding to those attending the first to the eighth periods, whose data were obtained through the application of the ASSIST - WHO Vs 3.1 questionnaire and a questionnaire for independent variables. Results: 58.2% of the interviewees were female, with an average age of 20 years old, mostly in the 2nd year (30.5%). 51.1% reported using psychoactive substances, 26.2% had already used them and 22.7% had never used them. 59.63% pointed to the influence of the medical school at the beginning or increased use. The prevalence of consumption was higher among male students and more advanced semesters, and lower among practitioners of religious activities. Alcohol was the most consumed substance, followed by tobacco and marijuana, with the need for brief psychological intervention evidenced in 36.1%, 42.9% and 46.2% of these users, respectively. Conclusion: There is a high prevalence of use of psychoactive substances, especially alcohol, tobacco and marijuana, whose consumption can be encouraged since the beginning of the course. Still, it was observed that a considerable portion of students needs a brief psychological intervention about the use in order to prevent cognitive damages and negative impacts on clinical practice and patient counseling.

Keywords

ethanol; tobacco; illicit drugs.

Referências

1. Insulza JM. El problema de las drogas en las Américas. Organização dos Estados Americanos; 2013.

2. Santos JAT, Oliveira MLF. Políticas públicas sobre álcool e outras drogas: breve resgate histórico. J Nutr Health. 2012;1:82-93.

3. Eckschmidt F, Andrade AG, Oliveira LG. Comparação do uso de drogas entre universitários brasileiros, norte-americanos e jovens da população geral brasileira. J Bras Psiquiatr. 2013;62(3):199-207. http://dx.doi.org/10.1590/S0047-20852013000300004.

4. Teixeira LA. O consumo de substâncias psicoativas entre estudantes universitários: uma revisão de literatura [dissertação]. São Paulo (SP): Curso de Enfermagem em Psiquiatria e Saúde Mental do Programa de Aprimoramento Profissional, Faculdade de Medicina de Marília; 2014.

5. Johnston LD, O’Malley PM, Bachman JG, Schulenberg JE. Monitoring the Future national results on drug use: 2012 overview, key findings on adolescent drug use. Ann Arbor: Institute for Social Research, The University of Michigan, 2013.

6. Andrade AG, Duarte PCA, Oliveira LG. I Levantamento Nacional sobre o Uso de Álcool e Outras Drogas entre Universitários das 27 Capitais Brasileiras. Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas [Internet]. Brasília: Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas; 2010 [citado em 2017 jun 15]. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/arquivo/cuidados_prevencao_drogas/obid/publicacoes/Livros/I%20Levantamento%20Nacional%20Universit%C3%A1rios%20-%202010.pdf

7. Reis TG. Consumo de álcool e outras drogas e fatores associados entre estudantes de uma universidade pública brasileira. [tese]. Uberlândia (MG): Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia; 2016.

8. Santos MVF, Pereira DS, Siqueira MM. Uso de álcool e tabaco entre estudantes de Psicologia da Universidade Federal do Espírito. J Bras Psiquiatr. 2013;62(1):22-30. http://dx.doi.org/10.1590/S0047-20852013000100004.

9. Paduani GF, Barbosa GA, Morais JCR, Pereira JCP, Almeida MF, Prado MM, et al. Consumo de álcool e fumo entre os estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia. Rev Bras Educ Med. 2008;32(1):66-74. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022008000100009.

10. Roberto A, Almeida A. Saúde mental de estudantes de medicina. Acta Med Port. 2011;24(2 Suppl):279-86. PMid:22849913.

11. Almeida DV, Carvalho AH, Negrão BC, Almeida HG, Chaves IKL, Carneiro KRD, et al. Fatores desencadeantes ao uso de álcool e tabaco entre os estudantes de medicina em Belém do Pará. Rev. Para. Med. 2008;22(1):69-69.

12. WHO ASSIST Working Group. The Alcohol, Smoking and Substance Involvement Screening Test (ASSIST): development, reliability and feasibility. Addiction. 2002;97(9):1183-94. http://dx.doi.org/10.1046/j.1360-0443.2002.00185.x. PMid:12199834.

13. Henrique IFS, De Micheli D, Lacerda RB, Lacerda LA, Formigoni MLOS. Validação da versão brasileira do teste de triagem do envolvimento com álcool, cigarro e outras substâncias (ASSIST). Rev Assoc Med Bras. 2004;50(2):199-206. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302004000200039. PMid:15286871.

14. Pelicioli M, Barelli C, Gonçalves CBC, Hahn SR, Scherer JI. Perfil do consumo de álcool e prática do beber pesado episódico entre universitários brasileiros da área da saúde. J Bras Psiquiatr. 2017;66(3):150-6. http://dx.doi.org/10.1590/0047-2085000000164.

15. Nobrega MPSS, Simich L, Strike C, Brands B, Giesbrecht N, Khenti A. Policonsumo simultâneo de drogas entre estudantes de graduação da área de ciências da saúde de uma universidade: implicações de gênero, sociais e legais, Santo André - Brasil. Texto Contexto Enferm. 2012;21(S1):25-33. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072012000500003.

16. Rocha LA, Lopes ACFMM, Martelli DRB, Lima VB, Martelli-Junior H. Consumo de álcool entre estudantes de faculdades de Medicina de Minas Gerais, Brasil. Rev Bras Educ Med. 2011;35(3):369-75. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022011000300010.

17. Tostes JG, Campos FP, Pereira LGR. Consumo de Álcool e Outras Drogas em uma Faculdade de Medicina do Sul de Minas Gerais/Consumption of Alcohol and Other Drugs in a Medical School in Southern Minas Gerais. Rev Cienc Salud. 2016;6(2):16-24.

18. Faria JR, Ferreira MG, Lourenção LG, Tavares BB. O consumo de álcool e a qualidade de vida de universitários da área da saúde. Arq Cienc Saúde. 2014;21(2):82-8.

19. United Nations Office on Drugs and Crime. World Drug Report [Internet]. Vienna: UNODC; 2015 [citado em 2017 jun 15]. Disponível em: https://www.unodc.org/documents/wdr2015/World_Drug_Report_2015.pdf

20. Romero MI, Santander J, Hitschfeld MJ, Labbé M, Zamora V. Consumo de sustancias ilícitas y psicotrópicos entre los estudiantes de medicina de la Pontificia Universidad Católica de Chile. Rev Med Chil. 2009;137(4):459-65. http://dx.doi.org/10.4067/S0034-98872009000400002. PMid:19623410.

21. Stramari LM, Kurtz M, Silva LCC. Prevalência e fatores associados ao tabagismo em estudantes de medicina de uma universidade em Passo Fundo (RS). J Bras Pneumol. 2009;35(5):442-8. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132009000500009. PMid:19547853.

22. Zeferino MT, Hamilton H, Brands B, Wright MGM, Cumsille F, Khenti A. Consumo de drogas entre estudantes universitários: família, espiritualidade e entretenimento moderando a influência dos pares. Texto Contexto Enferm. 2015;24(S1):125-35. http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072015001150014.

23. Shah AA, Bazargan-Hejazi S, Lindstrom RW, Wolf KE. Pre-valence of At-Risk Drinking among a National Sample of Medical Students. Subst Abus. 2009;30(2):141-9. http://dx.doi.org/10.1080/08897070902802067. PMid:19347753.

24. Oliveira JHP, Brands B, Cunningham J, Strike C, Wright MGM. Percepção dos estudantes universitários sobre o consumo de drogas entre seus pares no ABC Paulista, São Paulo, Brasil. Rev Latino-Am Enferm. 2009;17(S1):871-7. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692009000700018.

25. Botti NCL, Lima AFD, Simoes WMB. Uso de substâncias psicoativas entre acadêmicos de enfermagem da Universidade Católica de Minas Gerais. Rev Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog. 2010;6(1):1-16.

26. Peuker AC, Fogaca J, Bizarro L. Expectativas e beber problemático entre universitários. Psicol, Teor Pesqui. 2006;22(2):193-200. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722006000200009.

27. Petroianu A, Reis DCF, Cunha BDS, Souza DM. Prevalência do consumo de álcool, tabaco e entorpecentes por estudantes de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Rev Assoc Med Bras. 2010;56(5):568-71. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302010000500019. PMid:21152830.

28. Lima LMR, Gomide SJ, Farinha MG. Uso de drogas por universitários de cursos exclusivamente noturnos. Rev NUFEN. 2015;7(2):99-136.

29. Tockus D, Gonçalves PS. Detecção do uso de drogas de abuso por estudantes de medicina de uma universidade privada. J Bras Psiquiatr. 2008;57(3):184-7. http://dx.doi.org/10.1590/S0047-20852008000300005.

30. Junior AG, Gaya CM. Implicações do uso de álcool, tabaco e outras drogas na vida do universitário. Rev Bras Promoç Saúde. 2015;28(1):67-74. http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2015.p67.

5f0771100e8825a242b160c9 prmjournal Articles
Links & Downloads

PRMJ

Share this page
Page Sections